home
archive · forum   
themes literature agenda archive anthology calendar links profile


português  La politica, ¿ciencia o arte?

Margarida Pinto da Fonseca, emailmargaridapintofonseca@hotmail.com, 29.05.2003, 13:32
external linkhttp://la_flaca1006@yahoo.com
Original: español  La politica, ¿ciencia o arte? (Tania), 01.03.2003, 00:36



Concordo. A política é uma mistura desequilibrada entre a ciência e a arte. Desde o tempo em que a polis da Grécia antiga recebia os seus oradores que os sábios eram aqueles que tinham o dom da retórica, a arte da argumentação. Hoje, mais do que o que se diz, vale a forma como se diz. O marketing político tem contribuído em muito para tal, e a construção da imagem dos políticos tem uma enorme relevância nos eleitores.

Hoje, reúne-se um conjunto variado de artes ,a arte de quem politiza, a arte  de quem divulga e a arte de quem constrói uma imagem. A ciência e arte misturam-se na apresentação das soluções a uma conjuntura nacional. Depois de se reconhecer o problema, estudam-se as hipóteses , isto enquanto política como ciência, a arte vem no desenvolver de uma solução e na forma como se decifram os problemas nacionais.

Ver um político a dar saudações ao seu povo é a arte de personificar uma campanha;
Ver um político a argumentar é a arte de não errar, (hoje mais do que admirar um político, procuramos na política razões para difamar);
Ver um político a falhar é a arte tecnológica(os media tansmitem as falhas dos dirigentes 1001 vezes, para divertir o povo).
Ver um poítico a vencer é a arte da comunicação, mais do que a ciência de um perfil profissionalizado, foi o marketing directo que o levou à vitória.
A mudança é por excelência a alteração da arte de se politizar, e a ciência é uma consequência e nunca uma constante política.